Terms & Conditions

We have Recently updated our Terms and Conditions. Please read and accept the terms and conditions in order to access the site

Current Version: 1

Política de Privacidade

Recentemente atualizamos nossa Política de Privacidade. Por favor, leia e aceite a Política de Privacidade para acessar o site

Versão actual: 1

  • MORADIA BIFAMILIAR
  • MORADIA BIFAMILIAR
  • MORADIA BIFAMILIAR
  • MORADIA BIFAMILIAR

ENVOLVENTE

O lugar onde se pretende intervir caracteriza-se essencialmente por ser um aglomerado urbano consolidado (Lançada), ainda que tenha vindo a ser alvo de uma sedimentação evolutiva nos últimos anos, fruto essencialmente do surgimento de novas urbanizações de carácter habitacional que se desenvolveram a Norte e a Sul da antiga EN11.
A envolvente à parcela compreende edificações habitacionais unifamiliares de carácter urbano, compostas por um, dois e três pisos, erigidas nos últimos 10 a 50 anos, sendo igualmente notória a presença de edifícios mais antigos (50 a 70 anos).
De salientar igualmente a presença de um vasto espaço público livre fronteiro à parcela (jardim público), bem como de uma escola primária a Sudoeste da mesma.
O arruamento onde se insere a parcela caracteriza-se por preexistências que se incluem nas características citadas anteriormente, sendo que na sua grande maioria tratam-se de edifícios em vias de reconversão e alteração tipológica, afigurando-se para breve o aumento do número de pisos actualmente existente.
Os alinhamentos existentes definem-se pelos planos marginais das referidas edificações e/ou pelos seus muros fronteiros, não se afigurando possível proceder-se a qualquer aumento de dimensão dos mesmos, face à exiguidade da maior parte das parcelas de terreno, situação que é aliás notória na propriedade a que se refere a intervenção onde a mesma confina directamente com a faixa de rodagem, existindo somente uma valeta de escoamento das águas pluviais.
Nesta situação em concreto, e tal como já aludido na presente memória, o projecto prevê a cedência de uma porção de terreno para complemento do arruamento.

PROPOSTA

O projecto submetido para análise prevê a criação de uma edificação bifamiliar, sendo que o propósito conceptual do mesmo sustenta-se num compromisso entre a contemporaneidade arquitectónica e o respeito pelo lugar a intervir
O edifício proposto afirma, através de um desenho morfológico assumidamente contemporâneo, uma integridade formal que se pretende que funcione enquanto um todo coerente e equilibrado, quer entre os elementos que lhe são inerentes, quer relativamente às edificações preexistentes.
Compositamente o edifício procura o alinhamento frontal com o arruamento com que margina (Rua do Porto da Hortinha), libertando uma área a tardoz destinada a logradouro.
A referida área garante um afastamento de 3 metros ao referido limite, sendo certo que a tardoz a parcela confina com uma zona ampla de uso comum e de características eminentemente públicas, sendo que no entanto e não estando a mesma registada como tal, optou-se por não abrir vãos directamente para a citada área garantindo assim os afastamentos legais aplicáveis.
O logradouro citado prevê uma área exterior parcialmente permeável e destinada enquanto complemento ao espaço habitacional interior, propondo-se igualmente um elemento arbóreo.
Morfologicamente o edifício contempla dois pisos habitacionais com solução em cobertura plana que potencia a utilização da mesma enquanto terraço acessível, desenhando-se somente três alçados, uma vez que a edificação está adjacente a uma preexistência no seu extremo Poente, sendo que os mesmos procuram através de uma métrica cuidada e de uma divisão rigorosa equitativa dos vãos, dotar o edifício de um ritmo equilibrado de cheios e vazios complementados, configurando-se assim um todo uniforme e coeso que integra os dois pisos habitacionais e o terraço acessível.

PROJETOMORADIA BIFAMILIAR

DONO DE OBRAFAMÍLIA FERNANDES

LOCALLANÇADA - MONTIJO